GUIA DE EMPRESAS
O quê
Onde?

Lagoinha

Lagoinha Coreto de Lagoinha (Fonte: Prefeitura de Lagoinha)

Histórico

Na fase do café, os pousos dos tropeiros que demandavam de Ubatuba, no litoral norte, para o Vale do paraíba e sul de Minas Gerais, deram origem ao povoado, em meados do século XIX. A fundação é atribuída à família dos Antocas, que se fixou na região do Alto Paraíba e fez doação de seis alqueires e meio de terras à Nossa Senhora da Conceição. Construíram em seu louvor, uma capela, ao redor da qual surgiram as primeiras casas. Os sobrados dos senhores do café se ergueram ao longo da vida principal, alguns dos quais se conservam até hoje. O povoado então nascente, ficou conhecido como Lagoinha, devido a existência de uma pequena lagoa em suas terras. Lagoinha foi elevada a Freguesia, sendo a paróquia constituída no mesmo ano de 1866. Em 1880, tornou-se Vila, categoria que conservou até 1934, quando o Governo Estadual o fez retornar à condição de Distrito de paz. Foi restabelecido à Município em 1953.

Gentílico: lagoinhense

Formação Administrativa

Aos 26 de Março de 1866, através da lei Número 22, foi criada a paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Lagoinha, integrando o Município de São Luiz do Paraitinga, Comarca de Paraibuna.
Aos 25 de Janeiro de 1880, através da Lei Número 128, foi elevada à condição de Vila de Nossa Senhora da Conceição de Lagoinha, ainda fazendo parte do Município e Comarca de São Luiz do Paraitinga.
Aos 19 de Fevereiro de 1900, através da Lei Número 38, a Vila de Lagoinha foi elevada à condição de Município, Comarca de São Luiz do Paraitinga. Foi sua primeira emancipação política, que durou apenas trinta e quatro anos.
Aos 21 de Maio de 1934, através do Decreto-Lei Número 6448, Lagoinha voltou à condição de Distrito e passou a integrar o Município e Comarca de Cunha.
Aos 30 de Novembro de 1944, através do Decreto-Lei Número 14334, ainda sob a condição de Distrito, Lagoinha voltou a pertencer ao Município e Comarca de São Luiz do Paraitinga..
Finalmente, aos 23 de Dezembro de 1953, através do Decreto-Lei Número34334, Lagoinha foi novamente, elevada à condição de Município, readquirindo sua autonomia política, integrando a Comarca de São Luiz do Paraitinga.
Em razão dessa nova emancipação política, aos 03 de outubro de 1954 foram realizadas as eleições para os cargos de Prefeito, Vice-prefeito e Vereadores de Lagoinha, que contava, à época, com 1.094 eleitores legalmente inscritos. No dia das eleições compareceram e votaram apenas 787 eleitores, elegendo:
a) Para Prefeito: Pedro Alves Ferreira (PSD);
b) Para Vice-prefeito: José Maria Landim (PSD);
c) Para Vereadores: José de Oliveira Santos (PSP), Geraldo Pereira Coelho (PSP), Albertino José Ferreira (PSP), Antônio Alves da Rocha (PSP), Bento Januário de Gouveia (PSP), Geraldo Antônio de Souza (PSD) e José Gonzaga de Campos (PSP).

Fonte: Prefeitura de Lagoinha